Varizes, o que são e quais as causas

124

Varizes: Uma Abordagem Abrangente sobre a Condição e suas Implicações

 

As varizes são um problema vascular que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. Essa condição ocorre quando as veias, principalmente nas pernas, se tornam dilatadas, alongadas e tortuosas, resultando em uma aparência saliente e tortuosa das mesmas. Embora muitos considerem as varizes como um problema estético, elas podem ser um sinal de uma condição vascular subjacente mais grave.

1. Fisiologia das Varizes

As varizes surgem devido a um mau funcionamento das válvulas nas veias. Essas válvulas têm o papel de direcionar o fluxo sanguíneo em uma única direção, impedindo que o sangue retroceda. Quando essas válvulas se enfraquecem ou se danificam, ocorre o refluxo sanguíneo, que leva ao acúmulo de sangue nas veias. Com o tempo, isso leva ao alargamento e à formação de varizes.

2. Fatores de Risco

Diversos fatores podem aumentar a probabilidade de desenvolver varizes, incluindo:

2.1. Idade e Género: As varizes são mais comuns em pessoas mais velhas, principalmente mulheres devido às flutuações hormonais ao longo da vida.

2.2. Histórico Familiar: Se alguém da sua família tiver varizes, você também pode ter maior predisposição.

2.3. Obesidade: O excesso de peso aumenta a pressão nas veias das pernas, aumentando o risco de desenvolver varizes.

2.4. Gravidez: As varizes são mais comuns durante a gravidez, pois o aumento do volume sanguíneo e a compressão do útero sobre as veias das pernas podem contribuir para o desenvolvimento da condição.

2.5. Estilo de Vida Sedentário: A falta de atividade física pode enfraquecer os músculos das pernas, tornando mais difícil para o sangue circular adequadamente.

 

3. Sintomas

Os sintomas das varizes podem variar em intensidade e gravidade, e é essencial estar atento a eles para procurar tratamento adequado.

1. Veias visíveis e tortuosas: O sintoma mais comum das varizes é a presença de veias visíveis e dilatadas, que têm uma aparência sinuosa e azulada ou roxa na pele. Elas podem assemelhar-se a cordões ou ramos de árvores e geralmente são facilmente identificáveis na superfície da pele.

2. Dor e sensação de peso nas pernas: Muitas pessoas com varizes relatam desconforto nas pernas, caracterizado por uma sensação de peso e cansaço. Esse sintoma costuma piorar após longos períodos em pé ou sentado, podendo aliviar ao elevar as pernas.

3. Inchaço: As varizes podem levar ao inchaço nos tornozelos e pés. Isso ocorre porque o fluxo sanguíneo prejudicado nas veias dilatadas acaba resultando em acúmulo de líquidos nos tecidos próximos.

4. Coceira e queimação: Algumas pessoas experimentam coceira ou sensação de queimação na área onde as varizes estão presentes. Isso pode ser causado pela pressão adicional nas veias e pela irritação da pele próxima.

5. Cãibras nas pernas: As varizes podem estar associadas a cãibras musculares, especialmente à noite. Esse sintoma pode ser bastante incómodo e perturbar o sono.

6. Alterações na pele: Em casos mais avançados, as varizes podem causar mudanças na pele, como o surgimento de manchas escuras ou avermelhadas. Além disso, feridas ou úlceras podem desenvolver-se nas áreas afetadas, especialmente nos tornozelos.

É importante notar que nem todas as pessoas com varizes apresentam sintomas. Algumas podem ter apenas veias dilatadas sem qualquer desconforto, enquanto outras podem sofrer com sintomas mais intensos. Se você suspeita que está desenvolvendo varizes ou já possui o diagnóstico, é fundamental consultar um médico especialista em cirurgia vascular ou angiologia.

O tratamento das varizes pode variar dependendo do grau de gravidade e dos sintomas apresentados. Opções de tratamento incluem mudanças no estilo de vida, como praticar atividade física regularmente, elevar as pernas quando em repouso, evitar ficar em pé ou sentado por longos períodos e usar meias de compressão. Em casos mais graves, podem ser recomendados procedimentos médicos, como escleroterapia, cirurgia a laser ou remoção cirúrgica das varizes.

 

4. Diagnóstico e Tratamento

O diagnóstico de varizes geralmente pode ser feito com um exame físico e histórico médico detalhado. Em alguns casos, o médico pode solicitar um ultrassom doppler para avaliar o fluxo sanguíneo nas veias.

Quanto ao tratamento, há várias opções disponíveis, dependendo da gravidade e sintomas das varizes:

4.1. Mudanças no Estilo de Vida: A adoção de um estilo de vida saudável, incluindo a prática regular de exercícios, perda de peso e evitar longos períodos em pé ou sentado, pode ajudar a aliviar os sintomas.

4.2. Meias de Compressão: Usar meias de compressão graduada pode auxiliar na melhoria do fluxo sanguíneo nas pernas.

4.3. Procedimentos Minimamente Invasivos: Diversos procedimentos como a escleroterapia e a ablação por radiofrequência podem ser realizados para eliminar ou fechar as varizes.

4.4. Cirurgia: Em casos graves, a cirurgia pode ser recomendada para remover as veias afetadas.

 

5. Prevenção

Embora nem sempre seja possível evitar o desenvolvimento de varizes, algumas medidas podem reduzir o risco e aliviar os sintomas:

5.1. Exercício Regular: A prática de atividades físicas, como caminhada ou natação, fortalece os músculos das pernas, melhorando a circulação sanguínea.

5.2. Controle de Peso: Manter um peso saudável reduz a pressão nas veias e diminui o risco de desenvolver varizes.

5.3. Elevar as Pernas: Elevar as pernas quando possível, especialmente após longos períodos em pé ou sentado, ajuda a melhorar o fluxo sanguíneo de volta ao coração.

5.4. Evitar Roupas Apertadas: Roupas apertadas podem dificultar a circulação sanguínea nas pernas, portanto, é melhor evitar usá-las por períodos prolongados.

 

6. Considerações Finais

As varizes são uma condição vascular comum e, embora possam ser um incómodo estético para algumas pessoas, em outros casos podem levar a sintomas dolorosos e até complicações mais sérias. Consultar um médico ao perceber os sintomas é importante para avaliar a gravidade e buscar as melhores opções de tratamento. Além disso, adotar um estilo de vida saudável, com atividades físicas regulares e hábitos que promovam uma boa circulação sanguínea, é fundamental na prevenção e no tratamento desse problema vascular.

loading...

você pode gostar também