O Amor que Cresce – Conto Infantil

O Amor que se Multiplica: A Jornada Encantadora de João como Irmão Mais Velho

67

 

Havia uma vez uma família feliz, composta por mamãe, papai, um garotinho chamado João e uma novidade muito especial a caminho. A barriga da mamãe começou a crescer, e todos na família estavam ansiosos para receber o novo membro. João, o filho mais velho, estava cheio de curiosidade sobre o bebê que estava a caminho.

Enquanto a barriga da mamãe crescia, João ajudava a preparar o quarto do bebê, escolhendo cores suaves e brinquedos fofos. Ele imaginava como seria ter um irmãozinho para brincar e compartilhar segredos. Mas, à medida que o dia do nascimento se aproximava, João começou a se perguntar se seus pais ainda teriam tempo para ele. Ele se sentia um pouco ansioso e com medo de ser esquecido.

Finalmente, o grande dia chegou, e a família deu as boas-vindas ao pequeno Pedro. Todos estavam extasiados com o novo bebê, e João sentiu um misto de emoções. Ele queria muito amar o irmãozinho, mas também queria ter certeza de que ainda seria amado da mesma maneira.

Os dias passaram, e João percebeu que, embora os pais estivessem ocupados cuidando de Pedro, eles ainda reservavam momentos especiais para ele. Seu pai o convidava para ajudar a balançar o berço, e sua mãe o incluía nas histórias antes de dormir, mesmo com o bebê nos braços. João começou a entender que o amor dos pais era como o sol, capaz de brilhar para todos, independentemente do número de filhos.

Um dia, quando Pedro estava dormindo, a mamãe chamou João para uma conversa carinhosa. Ela explicou que o amor deles não diminuía por terem um novo membro na família. Pelo contrário, o amor crescia e se espalhava, como as ondas do mar que tocam todas as partes da praia. Ela assegurou a João que ele era especial e que sempre seria amado, não importando o que acontecesse.

João sorriu, sentindo um calor reconfortante no coração. Ele aprendeu que o amor da família não é algo que se divide, mas sim que se multiplica. À medida que João segurava Pedro nos braços, percebeu que ser o irmão mais velho era uma responsabilidade especial e que ele tinha um papel importante em ajudar a cuidar e ensinar ao seu novo amigo.

Assim, a família continuou a crescer, não apenas em número, mas também em amor. João descobriu que, mesmo com a chegada de um novo bebê, o amor pelos filhos é como uma árvore forte, enraizada no coração da família e capaz de suportar todas as estações da vida. E assim, juntos, eles viveram muitas aventuras, construindo memórias que durariam para sempre.

loading...

você pode gostar também